A tendência criada pela Gucci 

Há algumas temporadas, a Gucci tem inovado não só nas suas coleções mas na maneira como as apresenta. Se antes você achava que looks super estampadas, bordadas e com brilho eram too much, depois das recentes coleções de Alessandro Michele para a marca italiana, isso mudou. 

O estilista mostrou que sua criatividade vai muito além do que estávamos vendo no mundo da moda, e se arriscou a criar as suas próprias tendências. Não é que deu certo? Indo na contramão do minimalismo, que fazia sucesso anos atrás, a Gucci começou a apresentar coleção coloridas, estampadas e bordadas que podemos até serem chamadas de over ou excêntricas, mas é um over fashion. 

Essa estética que foge de muitos padrões ficou tão forte na moda, que outras grandes marcas já começaram a apostar nela. Nessas últimas semanas de moda de Londres e Milão vi a Burberry se reinventar e colocar na passarela uma combinação de estampas, cores e texturas que transformou a identidade da marca em algo mais jovem o cool. A Dolce & Gabbana é um outro exemplo de quem fez o over funcionar fazendo combinações muito ousadas. E eu não podia deixar de citar a Versace, que trouxe um novo xadrez, mais cool e impactante. 

Acho essas mudanças e renovações muito bacanas, mas a verdade é que só quem faz com a alma e talento irá permanecer. Não adianta as marcas sairem por aí copiando as tendências, sem antes entender se elas realmente fazem parte da sua estética e, principalmente, se serão bem aceitas pelo seu consumidor. Afinal, cada marca atinge um consumidor diferente. 

No final das contas, permanecerá o mais criativo! 

GUCCI:

BURBERRY:

DOLCE & GABBANA:

VERSACE:

 

Fotos: Reprodução/ Fashion Gone Rogue.